segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Magnolia Grandiflora

Destila em ti um aroma lunar
de rosas mil forma branca
delicada Prímula
rosto de tulipa
uma seda junto aos dedos
na descida
em que te adoro de joelhos
deslizando na coluna
vista curva de receios
louco a meio a face junto
no triangular designio
lábios de destino
ao estelar desiquilibrio.

Magnífica indefesa sem ser eu fera
apenas e tão só alguém que observa
a oculta beleza que me desperta
na sempre insistente natureza
não humana
que te vê tão simplesmente
como opulenta e extensa deusa
"Magnolia Grandiflora"

1 comentário:

Marlene disse...

José,

Começa logo com um verso que gostei muito :
"Destila em ti um aroma lunar"

Que me remeteu logo para aquela magnólia mais palavra bela do que flor da Luiza Neto Jorge. E esta magnólia é também assim ambígua. É a beleza personificada, com um toque de flor e um toque de magnífica. Gosto muito aliás do jogo de letras Magnífica - Magnólia; flora-fera.
Parabéns mais uma vez.