domingo, 14 de fevereiro de 2016

NÃO


Não escreverei um poema que diga
Meu amor,
meu amor.


Marta Pais de Oliveira


CASAS


sobre as casas o que sabemos
que comem insetos por vezes humanos
aos pássaros não chegam
– voam depressa –
respiram de noite e de dia
quando a luz é maior
e a cor inteira



Marta Pais de Oliveira