terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

escrevo-te (VIII) - sossega-te


Flaming June by Sir Frederic Leighton, 1st Baron Leighton 1895 47 x 47 in.


escrevo-te em frente à praia.
há um sol de inverno, um sol sobre a pedra e sobre a areia
um sol na pele do mundo que se espreguiça.
não te preocupes com o futuro, digo-te, não sintas a pressa de caminho
mas recebe a dádiva: o fogo dos violinos, a música dos astros
o tamanho das ondas que se erguem brancas e depois
se perdem pelos vazios, retomando sempre
 mais à frente, um pouco atrás
na diversidade dos tamanhos, na cor das algas
na cor dos musgos, no sítio seguro das lapas
em milhares de gotas que se dividem
para de novo se unirem, no sal fluido, nas escamas luzidias
no caminho de caranguejos e nas cores do plâncton
como as memórias a passearem pelas brisas -

sossega-te, digo-te, escrevo-te
acalma-te, fecha os olhos, respira
e abre os olhos mais tranquila -

josé ferreira 5 fevereiro 2013