segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

A carta e o princípio


  
"Woman Reading a Letter," by Adeline Albright Wigand (1855-1944) c. 1910 Oil on canvas, 32 x 26 in. Collection of Robert C. Wigand, Jr 

li muitos poemas para escrever este que aqui  fica
sem saber se é um poema, se é imóvel ou se se modifica
na abertura dos teus olhos
ou na cor dos teus lábios  quando chegam as sílabas –

é exactamente uma hora e trinta de um dia primeiro da semana que inicia
e imagino a inclinação do teu rosto
como se fosse um espelho nos braços das letras
letras que baloiçam como os barcos do rio
em linhas curtas e compridas –

e imagino a luz e a sombra de um candeeiro antigo
arte nova de um marché aux puces de paris
uma luz de tulipa
sobre a folha escrita em letras redondas de caligrafia
como se fosse o envelope, o nome escrito, o selo e o carimbo
pousado na mesa com olhos de tinta
a descobrir sentidos
em cada poro de pele, em cada inspiração, em cada vírgula que respiras –

e como se no fim
não houvesse fim
apenas princípio, apenas princípio –

josé ferreira 4 Janeiro 2013