quinta-feira, 18 de julho de 2013

procurar poemas

flickr.com
flickr aqui


procurei poemas no sol incansável do meio-dia
e nenhum  surgiu sem  sombra
na verticalidade própria de uma hora exacta
como instante único na cor do dia –

foi ingenuidade querer encontrá-los numa única vontade
os poemas são sempre de mãos juntas ou de lutas.
os poemas estão para além de quartos nas cidades
e de ruas a ferver nos semáforos.
os poemas são redondos e completos
numa analepse do mundo, de Ítaca a um céu futuro -
os poemas são a proximidade possível com a natureza
na essência que exige água e luz
a superfície de um planeta -

os poemas todos juntos escrevem o mundo -

josé ferreira

1 comentário:

Anabela Brasinha disse...

Olá José!

Que bela ideia, a de procurar poemas!
É com ingenuidade e sabedoria que fazem eles, os poemas!

Como sempre, mais um bom poema, Que "todos juntos escrevem o mundo"

Um grande Abraço