segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

escrevo-te (IV) - a importância da luz


                                imagem daqui

escrevo-te no frio flagrante de uma manhã de inverno
apesar de ser o princípio de dezembro
quando as árvores ainda deixam cair folhas e se tornam transparentes –

escrevo-te com as minhas mãos abertas e na nudez dos ramos
para te dizer que a luz é importante
que as cidades podem ser todos os dias
os cabelos dos sonhos e um mar infinito
ou montanhas brancas 
ou lagos luzidios –

josé ferreira

1 comentário:

Anabela Brasinha disse...

Olá José,

Apesar do frio,
as raízes, a claridade dos raios,
e tudo que se dá,
e mais,
"... cabelos dos sonhos...
...lagos..."

Bons dias!
Mando te Sorriso