sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

espero-te
plantada no rochedo mais alto
farol solitário
derramo guia luz
fios em prata escorrem
meu corpo de pedra e sal
prolongamento distante
teia tecida
guardiã sem nome
não tens como te perderes
na demanda de me encontrares


claraoliveira12.01.20

1 comentário:

Leonardo B. disse...

[clara a imagem do dia,

depositada na palavra]

um abraço,

Leonardo B.