domingo, 5 de abril de 2009

Um céu e nada mais

Um céu e nada mais - que só um temos,
como neste sistema: só um sol.
Mas luzes a fingir, dependuradas
em abóbada azul - como de tecto.
E o seu número tal, que deslumbrados
eram os teus olhos, se tas mostrasse,
amor, tão de ribalta azul, como de
circo, e dança então comigo no
trapézio, poema em alto risco,
e um levíssimo toque de mistério.
Pega nas lantejoulas a fingir
de sóis mal descobertos e lança
agora a âncora maior sobre o meu
coração. Que não te assuste o som
desse trovão que ainda agora ouviste,
era de deus a sua voz, ou mito,
era de um anjo por demais caído.
Mas, de verdade: natural fenómeno
a invadir-te as veias e o cérebro,
tão frágil como álcool, tão de
potente e liso como álcool
implodindo do céu e das estrelas,
imensas a fingir e penduradas
sobre abóbada azul. Se te mostrasse,
amor, a cor do pesadelo que por
aqui passou agora mesmo, um céu
e nada mais - que nada temos,
que não seja esta angústia de
mortais (e a maldição da rima,
já agora, a invadir poema em alto
risco), e a dança no trapézio
proibido, sem rede, deus, ou lei,
nem música de dança, nem sequer
inocência de criança, amor,
nem inocência. Um céu e nada mais.


Ana Luísa Amaral (Lisboa, 1956-)
in Às Vezes o Paraíso (Quetzal Editores, Lisboa, 1988)


Em jeito de Parabéns à nossa poetisa/ mentora deste blog, que festeja hoje o seu Aniversário, aqui fica mais um poema lindo de Ana Luísa Amaral. Aproveitem!

4 comentários:

josé ferreira disse...

Elza ainda que te lembraste e publicaste, a prezada mestra merece.
Então e os teus poemas?

Bjo.

Maria Celeste Carvalho disse...

Um Abraço, Elza! Tenho andado fugidia mas, nunca vos esqueço!
Parabéns à nossa querida Ana Luísa!
O poema é lindo, como são sempre e o teu gesto, Elza, também foi muito bonito.
Um abraço à querida aniversariante e beijinhos para ti.
M.C.

Angeles Sanz disse...

Eu também queria dar os parabéns, estou em amdrid a passar a Pascóa. umbeijo a todos, Ángeles

auxília disse...

Obrigada, Pi, pelo seu gesto.
Parabéns, Ana Luisa!
Beijinho para as duas. E para os restantes que continuam a fazer viver este blog!